sábado, 27 de outubro de 2007

Mudança!


É tão difícil admitir que mudei.
Admitir o que eu quis, não siginifica o mínimo diante do que eu quero hoje.
E mesmo assim, minhas atitudes continuam iguais as atitudes passadas.
Não me sinto no direito de querer mudar o que eu mesma impus.
Não me sinto no direito de querer mudar o que eu mesma aceitei sem discussões.
Mas, eu mudei.
Eu não sou mais a mesma,
Não sinto mais as mesmas coisas,
Não desejo o que eu antes desejava.
Meus planos se transformaram.
E eu não tenho culpa disso!

sexta-feira, 19 de outubro de 2007

=x

Palavras cortadas.
Palavras pela metade.
Ninguém nunca fala tudo o que realmente pensa.
Ninguém nunca fala tudo o que realmente quer.
E se algum dia falar, se sentirá diferente.
Irá se contradizer em vários pontos antes citados, e demonstrará que não se conhece.