Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2010

~'. Um futuro bom vem vindo!

~'. Me dói ver sua confusão.
Ver sua dor e não poder arrancá-la ai de dentro.
Nada que eu diga vai te fazer sentir melhor agora.
Mas como desistir de fazer que seu rosto carrancudo e sem o mínimo de paciência dê lugar ao sorridente e palhaço de diariamente?
Vai passar...
As coisa podem não mudar completamente, eventualmente elas não tem mudado.
Mas a inqueitação cessa.
A falta de paciência dá lugar a tranquilidade a pouco tempo.
Eu preciso que você use sua inteligência de forma correta.
Não aja por impulso, eu sei mais que ninguém que os caminhos trilhados quando agimos assim não são os melhores a serem seguidos. E por subsequência, você também sabe.
Então, me resta apenas te impedir, te implorar que aja com cautela.
Então, me resta apenas falar e falar mesmo que a tentativa seja vã.
Então, me resta apenas não desistir de te ajudar de alguma forma.
E tenha certeza, que de um modo ou de outro eu sempre tentarei te ajudar.

Pois quem ama, não desiste.
E eu amo você!

~'. Agoniaa...

~'. E quando a gente se pega sem saber o que fazer.
Quando não se sabe se está fazendo o certo ou o errado.
Quando não se sabe se aquela tal atitude vai melhorar, piorar as coisas ou apenas deixar na inércia de sempre.
É preciso ter força pra mudar.
É preciso ter força e coragem pra deixar de acreditar em tudo que na sua vida quase toda sempre foi real, nítido e cheio de cheiros agradáveis.
É preciso ter força pra dar o primeiro passo sem saber o que lhe espera.
Ainda mais quando o mais inconstante de tudo é você.
Como será que vou acordar amanhã?
Feliz, triste, arrependida, constante?
Essa é uma das várias icognitas que me acompanham.
Porque pra que não haja possibilidades de me magoar, penso demasiadamente no depois.
Acho que isso só me faz doer mais, remoer mais.
A decisão pra tudo é só minha, e isso é o que mais dói.
Não ser capaz de fazer apenas uma escolha.
Escolher o que você no fundo não quer, deixar o vento levar tudo que você tem de melhor...
Com o tempo, é isso que v…

~'. espinho cravado no dedo

E uma dúvida cada vez mais crescente se instala na minha cabeça, no meu coração.
Quem foi mesmo que disse que a dúvida é o início da sabedoria?
Nesse meu caso meu bem, estou a beira do abismo apenas esperando o próximo acontecimento.
A dúvida é meu calo que dói, é meu espinho cravado no dedo, que me deixa inquieta, que me faz pensar mais que tudo, a todo momento.
E dói, dói pensar a todo momento e não ser capaz de encontrar um bypass!
E não ser capaz, de achar a válvula de escape.
É disso que estou precisando.
Um desvio que me leve pra fora desse mundo sem perspectivas.
Um desvio que me faça ver as coisas de forma mais real e ao mesmo tempo imaginárias.
Um desvio que faça minhas emoções serem equivalentes as minhas razões.
Um desvio que me der algo de concreto e abstrato.
Que satisfaça o meu querer e o meu amar ao mesmo tempo.
Um desvio.

Vai embora dúvida cruel, ninguém te chamou pra essa festa!

Jacqueline Soares

~'. Quando vi, já estava assim.

~'. Quando realmente diminui o ritmo, quase parando, olhei pro lado e percebi que o mundo é grande.
Quando comecei a desacelerar o passo constante e ininterrupto da minha vida, enxerguei a infinidade de opções que podemos ter, se finalmente estarmos dispostos a isso.
Sorrisos coloridos tem estampado meu rosto.
Tem dado mais vida, mais felicidade.
Ando maravilhada por ter começado a enxergar opções pros meus problemas.
Para o que eu achava ser um problema.
Esse deve ser o modo que encontrei pra começar a mudar a direção, que até agora eu achava ser única.
Simplesmente, só estou me dando mais uma oportunidade de viver minha vida, de um forma melhor!

~'. Quanto tempo eu tenho?

~'. Não vou mais roubar seu tempo, e nem tampouco perder o meu.
Já é tarde pra pensar sobre isso.
Mas é muito cedo pra dormir...
Então vou pensar em algo diferente.
Algo que vem roubando meu tempo.
E em algo que não me faz perder o meu!
É, a vida é mesmo engraçada...




Jacqueline Soares