Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2008

Apenas meu amigo!

A tranquilidade parece ter me tomado hoje. Uma esperança está brotando. Esperança essa, que me faz acreditar que o que está acontecendo faz parte. Que não adianta querer lutar contra os fatos.
Não quero e não vou mais agir como se soubesse o que vai acontecer num futuro próximo. Tudo que podia fazer, já foi feito. Fiz de tudo pra você perceber, que era eu.
Não quero agir como uma impulsiva, que quer que tudo volte ao normal em fase de segundos. Até porque eu odeio ser assim. Já chega de ficar me lamentando por algo que não tem sentido. Por algo que não vale a pena.
Em momento algum poderá me julgar por ter desistido, pois suportei até demais. Todas as palavras que nunca imaginei que pudesse citar a mim, todos os gestos e atitudes indevidos, nojentos e infantis. Realmente me tocaram profundamente.
Além de tudo, não consigo agir assim.
Não posso meramente apagar da memória lembranças maravilhosas que temos... Não posso meramente esquecer do sentimento que havia antes de tudo isso vir a tona. Não posso…

Não me é merecido!

Tenho andado tão perdida ultimamente.
Me afundando em pensamentos e idéias que não me levam a lugar algum.
Se acostumar com um novo tão ruim... tão diferente... tão longe de suas perspectivas e mais distante ainda do que deseja, é muito complicado.
Muitas vezes me sinto como areia no deserto quando estamos juntos, um grão a mais ou a menos não faz muita diferença.
Horas e mais horas calculando o que tem que ser feito pra isso mudar, estão se tornando noites em claro sem nenhum resultado.
O desespero está me tomando.
Uma mensagem no meio da noite ou não?
Carinho ou indiferença?
Simplesmente não sei.
Não sei mais o que faço pra reverter esse quadro, que está me deixando pisar em cacos de vidro por vontade própria.
A tristeza cria raízes dentro de mim, sem ninguém se dar conta.
Não quero que percebam. Mas ao mesmo tempo, preciso desabafar...
Eu preciso de ajuda.
Estou sendo fraca e isso me doí tanto.
A raiva aumenta a cada mensagem ou palavra que não deveria ser mandada ou dita.
Raiva de mim.
Mesmo sabe…