quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

-' em minha companhia

-'. Não sei o que me toma...
Uma felicidade exarcebada sobressalta do meu peito. Nunca imaginei que depois de um corte de laços com umas pessoa que amo tanto, eu fosse ficar assim, de bem com o mundo, feliz por estar em minha agradável companhia.
Estou me realizando no trabalho, e isso está elevando minha estima as nuvens.
Estou leve, feliz, contente...
Esse novo ano que está batendo na porta, promete muita coisa boa pra mim.
Sabe quando você sente que está bem e que tudo só tende a melhorar?
Me sinto assim.
Quero que esse ano termine logo, que vire essa folha da minha vida e termine de escrevê-la.
Quero novas palavras, novas formas de escrever, novas histórias, ou as mesmas que foram marcantes, contadas de forma diferente.
Eu quero viver.
Estou viva!!
Nunca me senti tão completa, além de meu lado sentimental estar a margem ultimamente.
Mas ainda assim, pouco me importa.
Só quero fazer por merecer as coisas boas que virão e desfrutar tudo da melhor forma.
Só quero poder parar e ver o pôr do sol, ver o mar pela manhã.
Só quero andar no ritmo que me for conviniente.
Só quero aproveitar minhas experiências e tentar vivê-las com o máximo de sutileza.
Só quero parar e ver que eu sou maravilhosa, que minha companhia é incomparável.
Só quero desfrutar dessa vida que me deram, para realizar atos que somem, que marquem, que tomem a forma da vida.
Só quero meus momentos bons, e os ruins saber manobrar para que eles não se repitam.

Eu realmente estou numa fase única.
A realização toma forma em mim.
Eu sou a realização em pessoa neste momento!

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

-'. com o tempo se aprende certas coisas...

-' . como as experiências sempre ficam, é com elas que aprendo muito sobre essa vida muitas vezes injusta, a depender do ângulo de que ela é vista.
Estou tendo a certeza, que realmente a maioria dos homens em relação as mulheres são iguais, insensatos, hipócritas e muitas vezes imundos sem motivo.
Estou constatando, que o amor e um bom sexo não superam a tudo, e que não faz a relação permanecer estável.
Estou percebendo que não basta me esforçar o máximo para fazer tudo dar certo, já que os relacionamentos são feitos a partir de duas pessoas.
Estou vendo, que o laço que parecia inviolável, muitas vezes é cortado da forma menos sutil, te deixando sem rumo, quando ainda não acredita em você e na força que possui.
E ás vezes é difícil acreditar nisso.
Mas agora acredito, e vejo que foi a verdade sempre exposta aos meus olhos, durante toda a minha vida.
É fácil camuflar a insegurança, o mal estar e tornar sua vida num mundo cor de rosa ao olhos do resto do mundo.
Difícil é saber e vivenciar os momentos vividos, pesados ao decorrer da caminhada, e ter a certeza que vive de ilusões.
É fácil dizer que ama, que não consegue viver sem, e que alguém é seu sim.
Difícil é concretizar as palavras, é ser companheiro a todo tempo, sem precisar de férias ou folgas.
Aprendi que amar, é um aprendizado constante e concreto, e que nada vale mais do que um amor verdadeiro e mútuo.
Um dia Deus soprou no meu ouvido que : "Os relacionamentos verdadeiros são marcados pela aceitação, mesmo quando suas escolhas não são úteis e nem saudáveis", e que no amor deve haver submissão e respeito.
Ele também me disse que tudo tem dois lados, e agora, quando passo por uma situação difícil, presto atenção no lado positivo que já veio ou que está por vir, e fico feliz por isso.
Aprendi que ninguém pode esconder um sentimento por tempo indeterminado, e que a mais ou menos dia, ela perceberá a burrada que veio fazendo ao longo da vida.
Aprendi que preciso saber viver só com o meu próprio sustento e que sou uma boa companhia pra mim mesma.
Aprendi que agora é impossível acreditar que o erro está apenas em uma pessoa, e que sempre as duas tem uma culpa considerável, quando a receiprocidade deixa de existir.
Aprendi e reconheci que sou muito jovem para me desgastar por sentimentos e momentos que vão se repetir ao longo da minha vida, mesmo que sejam de formas e intensidades diferentes.
Aprendi que sou forte o suficiente para superar um amor que não está no momento certo pra ser vivido e que se nada estava indo como o predefinido, é melhor sair antes que o barco afunde.
Aprendi e reconheci que sou uma mulher maravilhosa, e que muitos gostariam de me ter ao lado deles.
Aprendi que pra cada dor, há uma cura... Pra todo momento ruim, uma felicidade e que pra cada amor não retribuído um novo amor.
E ele está chegando... Posso sentir!

' Vivo numa aprendizagem constante..

domingo, 6 de dezembro de 2009

-' . qndo me pego de repente...

Ás vezes olho as coisas ao meu redor..
Tento ver através de um vidro ainda embaçado o que se passa por dentro de mim.
Costumo parar... e olhar as pessoas com certa minuciosidade, pelo menos tentar.
Ás vezes, elas são tão transparentes, tão visíveis.
E ando me perguntando se eu também sou assim, em relação aos olhares direcionados pra mim.
Não quero ser assim.
Quando olho para alguém que consegue sustentar um ar de mistério, ela fica mais interessante.
Fica mais delicioso e divertido tentar entender o que ela pensa, o que ela acha, o que ela sabe.
O gostoso é tentar descobrir.
Estou tentando entrar nesses moldes.
O molde do impenetrável, do abstrato.
Eu quero ser assim.

Uma pessoa difícil de ser ler...

Espero que consigaa!