Pular para o conteúdo principal

~Quando a morte chega perto!


Cada vez que o meu organismo não funciona de maneira adequada e ultrapassa alguns limites, a impressão é que a morte está chegando perto.
Hoje passei mal!
O ar não chegava aos meus pulmões da forma corretaa, minhas mãos não se fechavam como sempre fecham...
Músculos enrijecidos, membros quase imóveis...
A impressão era que estava num formigueiro, de tanto que meu corpo formigava.
Rosto, pernas, braços, mãos...Tudooo...Todo o corpo!
Ainda agradeço por não ter sido como a primeira vez, porque a primeira vez que isso aconteceu foi muito pior!
Pra mim, minhas mãos iam ficar duras para sempre, e algo parecido com um derrame estava prestes a acontecer!

Deus é mais...

Hoje não desmaiei, não cair...
Fiz de tudo pra ficar mais calma possível, pois não é nada fácil fingir que não se importa quando você não consegue respirar normalmente.
Uma agonia tomava meu corpo, sensação horrível!
Parecia que ia morrer, sufoco, imobilidadee!
Mas aos poucos foi passando e só assim a morte tomava distância de mim.
Os médicos chegaram, me passava uma confiança e tranquilidade extremas.

Pressão 10/8
Glicose normalizada. Em falar nisso, exame de glicose dói demais. Que dor terrível! Pensei que houvessem retirado meu dedo.
Batimentos dentro do permitido!

Nada como uma dose de calmante, para que depois de algum tempo a menininha dormisse por horas, como um anjinho.
Que também ajudou para aprimorar a minha lerdeza, até o nome "capote", eu esquecii.

Mas graças a Deus, tudo chegou ao seu fim e agora estou bem.
Mesmo tendo que tomar uns calmantes de vez em quando.
Bye bye stress!
É o que pretendo!
Recomendações médicas!




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sim...

~'. Eu amo. É aquele sentimento intenso que me preenche nos dias de chuva, desânimo e tristeza. Nos dias de SOL, coragem e alegria. Ele me preenche sempre, desde o dia que tive certeza que era amor. Passou a ser mais intenso, quando concluí que era recíproco. E é essa tal de reciprocidade que amplifica esse turbilhão de emoções que sinto cada vez que te lembro, que te vejo, que te beijo, que te amo... Eu amo sim.

~'. O bendito do ciúme

~'. Ciúmes...
Esse sentimento precisa ser tratado, lapidado e quando alguém descobrir como se faz isso por favor, me avisa!
A mulher precisa ter segurança, de se sentir a dona da situação.
Os homens acham que só pelo fato de estar namorando, casado ou em algum relacionamento, já provou pra ela que pode ter toda a segurança do mundo.
Mas esquecem que mulher precisa se sentir segura sempre e sempre.
Precisa se sentir amada, precisa ouvir que é amada.
Odeio ciúmes, odeio de todo meu coração.
E me revolto com quem me faz sentir esse troço que só traz dor.
Como eu li um dia desses: " Homem tolo é aquele que faz sua mulher sentir ciúmes, homem sábio é aquele que faz sua mulher ser invejada..."
E disso, eu tenho certeza!

~'. Eu só sei que é amor!

~'. Ás vezes paro e penso: " Como duas pessoas, dois mundos completamente diferentes, se suportam por tanto tempo?"
Pois é, se completam 7 anos desde a primeira vez que nossas bocas se beijaram pela primeira vez.
Fazem 7 anos que um sentimento novo surgiu e nos proporcionou um comportamento bem além do que velhos amigos e confidentes.
Nos tornamos mais que isso, concatenamos mais um significado na nossa relação - amantes.
Nos amamos desde o começo, mesmo que eu sempre dissesse que não.
Nos amamos desde o começo, mesmo que todos ao nosso redor não enxergassem.
Nos amamos desde o começo, mesmo que nos comportássemos de uma forma estranha aos nossos olhos e aos olhos alheios.
Sempre foi amor desde sempre.
As dificuldades chegaram...Os problemas vieram... O circo fechou... Tudo se deu como acabado... Tudo retornou a seu devido lugar... E hoje estamos aqui, juntos além de tudo que tivemos que superar.
Nada foi em vão.
Eu mudei, você mudou, nosso relacionamento mudou e com cer…