quinta-feira, 16 de julho de 2009

What do now?


Como se tudo fosse tão simples, a rotina recomeça.
Peço a Deus todo dia, que esse amor que sinto não se esvaia como o vento.
Quando me revolto pelo que não quer me dar ou que não pode, ainda não sei ao certo, uma tristeza me toma! Quando penso que poderíamos estar felizes e curtindo momentos juntos, doí cada vez mais!
Porém, se não for dura pelo menos uma vez, você sempre irá cometer os mesmos erros aos meus olhos, com a certeza de que sempre estarei ali para cuidar do que temos de melhor.
Acabei de conversar com um amigo, e percebir que antes de todos descobrirem sobre nós, erámos mais felizes, brigávamos menos, nos curtíamos mais, e demonstrávamos mais.
O que acaba por ser engraçado, porque agora que tudo deveria ser exposto, não é. Por sua causa. Percebi que a influência dos outros, conta muito nas nossas vidas, mesmo que não percebamos.
Na realidade, nossos amigos e parentes, que nos fizeram mudar tão rapidamente.
Tenho que aprender a me acostumar com a idéia, com a sua idéias de conseguir amar e ficar distante por motivos terceiros, já que quer curtir.
Eu sei que quem ama espera, mas não sei se vou conseguir. Não sei se sou forte o suficiente para te ver todo dia, conviver com você todos os dias e te tratar apenas como mais alguém na minha vida. Não dá. Você é especial pra mim, do jeito que quero. E aceitar o que não se quer, acaba sendo muito difícil pra mim, defeito nítido.
A pior parte é saber que você me ama, é sentir isso.
Muita gente te compreende, eu entendo mas não quero compreender.
Porém, vou ter que aceitar tudo, a vida é assim.
Flores e espinhos.
Fico triste a cada momento que esconde o que sente.
Fico triste a cada momentos que fingi que nada aconteceu.
Fico triste quando acha que na vida nada tem volta.
Fico triste por me deixar levar por atitudes suas e por muitas vezes me sentir como sorrisos plásticos, descartáveis.
Fico triste por aceitar coisas que não deveria, sem um motivo nítido.
Fico triste, porque além de tudo, de toda sintonia, de todo sentimento que foi mostrado e conquistado aos poucos, ainda optemos por escolhas diferenciadas.
Espero que o tempo passe e me conceda a resposta que preciso!

Um comentário:

Stephanie Pereira disse...

Poxaa vida, se dói tanto, tenta nao pensar..
tudo bem eu sei, isso nao eh conselo q se de.. mais de tempo ao tempo, e tuas respostas vao aparecer!

bjusecuida