sábado, 30 de agosto de 2008

O carma de carteirinha!


Não adianta.
Mesmo que eu fuja...
Mesmo que eu corra...
Mesmo que eu tente esquecer...
Mesmo que eu me mude...
Mesmo que eu não finja ver...
Não adianta!
Não sei que espécie de sentimento nos liga. Talvez, um conjunto deles.
Só sei, que é algo que não nos deixa ficar longe por muito tempo.
Raiva que passa em fase de horas, poucas vezes dias.
Ciúmes relevados e muitas vezes encobridos com sorrisos.
Cobrança mínima.
Desejo ardente.
Carinho imensurável.
Confidências únicas.
Conselhos.
Apredizados.
Amizade.
E um gostar múltiplo que voa em todas as direções.
Além de muitas vezes ser safado, cínico... Um ator de alta qualidade, que consegue forjar muito do que sente, e passar a imagem que deseja.
Você é minha mala sem alça.
Você é uma sapato apertado.
Você é um café amargo.
Você é meu carma.

E com todos esses adjetivos, eu ainda consigo gostar de você, e te querer pertinho de mim!

Nenhum comentário: