quinta-feira, 15 de abril de 2010

-'. canalhas.

-'. Nesses últimos dias, tenho andado abismada com os altos níveis de falsidade que nos rodeiam.
Fiquei triste, triste por viver com pessoas aproveitadoras, mentirosas, nojentas e calculistas por tanto tempo e só ter percebido agora. Sensação de cegueira, de ter sido estúpida todo esse tempo sem enxergar tudo que estava a palmos dos meus olhos.
Realmente não sei o que os levam a ser assim. O prazer do desagrado.
Quase todos do meu ciclo de amigos, vem sofrendo com diferentes pessoas, alguma forma de mentira, engodo, má fé.
Pessoas que se camuflam em um ar de sinceridade e amizade verdadeira, se omitem pra levar vantagem as custas alheias. Vivem de criar intrigas, inventar histórias, intensificar palavras, vivem de serem desonestos. Em troca de que? É o que eu vivo me perguntando.
E não encontro nenhuma resposta plaúsivel para estarem nesse grau de desonestidade.
Na realidade sinto pena. Pena de pessoas que tentam consquistar os outros com confissões que jurou segredo, ou tentando desfazer relacionamentos que já existiam, ou criando uma imagem inexistente do outro e passando essa imagem como fosse verdadeira, sem pelo menos conversar e saber o ponto de vista do outro.
É muito difícil conviver com pessoas assim. É complicado ter que ficar se omitindo de conversar com sua melhor amiga, porque alguém chegou. Alguém que deveria ser seu amigo e você deveria confiar, te deu margens pra que isso não aconteça mais. E infelizmente as pessoas não se tocam. Elas não sentem ou não querem sentir que estão incomodando ou que a presença delas ali não é agradável.
Tenho me privado bastante de contar minhas conquistas, meus segredos, minha vida. Estou receiosa com quem me rodeia, mas sei em quem devo acreditar. Por isso, agora tenho falado menos, estou mudando. Logo eu, que sempre tive minha vida como um livro aberto. Estou vendo que não é proveitoso continuar vivendo assim, com esse povo que anda se mostrando falso.
Fico chateada quando falam de mim, comentam e eu ao menos posso me defender. Ao menos posso saber porque a pessoa pensa desse jeito. Pra mim sempre foi preferível que chegasse em mim, conversasse, cuspisse tudo na minha cara, ai sim não trataria como falsidade. Caso contrário pra mim é falsidade sim!
E por causa dessa percepção, tenho cuidado mais de mim. Tentando deixar a inveja e pensamentos negativos a quilômetros de distância. E sei que isso só me fará melhor!

"Tudo vai melhorar quando a maioria das pessoas de bem forem mais ousadas que as canalhas."
(Arnaldo Jabor)

4 comentários:

Textos da Cri disse...

primeiramente obrigada por suas palavras lindas no meu blog flor, serve como consolo alívio. Vou te falar uma coisa, eu me incomodava muito com o que as pessoas falavam de mim....hoje em dia....fiz que nem você....amarrei minha boca, por mais que eu sinta necessidade de gritar a minha felicidade ás vezes, penso que nem todas as pessoas gritarão comigo também.....o mundo tá podre e as pessoas querem mudanças, mudar como se elas não tem atitudes dignas com elas próprias? A melhor coisa que vc tem a fazer, que foi o que eu fiz, foi distanciar e investir mais naqueles que ainda sei que posso contar.

Resolveu, hje tô em paz, sabe assim?

Carolzinha_Hermanas. disse...

As pessoas são falsas DEMAIS, e isso é um fato ;~



Beeijos ><

Michele disse...

Jacque, a melhor coisa que você pode fazer é realmente gaurdar suas conquistras para você e para as pessoas que realmente ama e confia! Nem todos devem saber de nossa vida porque mal sabemos o que se passa pela cabeça dos que nos ouvem. E sim, infelizmente, há muita gente ruim, falsa, mesquinha, tão pobre de espírito por aí! Talvez um dia a vida lhes ensine alguma coisa... ou não!


Um beijo e bom findi, querida!

Michele disse...

E depois de tudo aquilo, nem sei te dizer se o melão está ou não bom... Ainda está intacto na geladeira! hihihi

Beijos, querida!
Boa noite!