quarta-feira, 15 de setembro de 2010

~'. Seis primaveras

Ah...
Quanto tempo esse romance perdurou.
E eu que pensava que fosse apenas uma brincadeira passageira de 'primos' (de terceiro grau, vale ressaltar.=])
É, por algum motivo ainda estamos juntos.
Além dos encantos da juventude insistirem em desviar esse caminho único, os encantos serão quebrados.
E persistimos, e acreditamos que esse é o nosso caminho.
Por um motivo maior, por amor, por querer bem, por querer o outro como pai/mãe dos seus filhos, por querer o outro como marido/mulher.
Já se completam seis primaveras, desde aquela que quando minha atitude impensada e recompensada, resultou nesse jardim.
Ah, quanto tempo!
Me lembro como eu insistia em te deixar livre, como eu insistia em dizer que não gostava de você, como eu insistia em te arrumar paquerinhas, como eu insistia em voltar a ser apenas sua melhor amiga e confidente.

Quis nunca te ganhar, tanto que forjei asas nos teus pés... Ondas pra levar
Deixo desvendar todos os mistérios

Sei, tanto te soltei que você me quis em todo lugar
Lia em cada olhar quanta intenção
Eu vivia presa


Hoje vejo, que o que eu nunca quis mesmo, foi te perder.
Eu te amava, sempre te amei e no começo nunca soube disso.
Estava exposto na minha cara, nunca namorei com ninguém, não me apegava a ninguém, estava presa a você mesmo sem saber.
Só não sabia explicar, o que era aquela atração maluca que insistia em levar seus olhos pra minha boca, suas mãos pra meu corpo, meus dedos pra sua nuca, minha boca na tua.
Apenas não sabia explicar porque não conseguia resistir a você, porque não conseguia mais ficar perto, porém "separados".
Eu pensava que apenas era algo sem explicação.
E realmente é.
Um amigo meu me dizia: - Você ama esse cara, velho!
E eu: - Tá louco?? Você surtou néh, só pode? Se gostasse dele não arrumava paquerinhas pra ele. Se gostasse dele teria namorado quando ele me pediu dois dias depois que ficamos.
Vai entender o que se passava na minha cabeça.
Vejo os meus cadernos velhos de escola, e a todo momento essa música se repete:

Te tenho com a certeza de que você pode ir
Te amo com a certeza de que irá voltar, pra gente ser feliz!
Você surgiu e juntos conseguimos ir mais longe

Você dividiu comigo a sua história e me ajudou a construir a minha
Hoje mais do que nunca somos dois, a nossa liberdade é o que nos prende

Viva todo o seu mundo...Sinta toda liberdade...E quando a hora chegar, volta...
Que o nosso amor está acima das coisas desse mundo!!


É, sempre foi assim.
Nunca tive medo de o perder, e hoje me acho uma boba por pensar que isso possa acontecer.
Descobrir que dizer pra mim mesma que o amava, trouxe ciumes, sensibilidade excessiva, brigas.
Coisas que desprezo repulsivamente.
Ás vezes penso que o mundo consegue abalar o amor, se você deixa.
Eu o amava, vivia bem e gostava muito do jeito que vivia, além de acusações alheias que me eram direcionadas... tsc, eu pouco me importava e agora parece que as coisas se multiplicam.
As pessoas cobram do nosso relacionamento só porque agora é "exposto", mais que nós mesmos.
E isso nos leva a pensar e repensar, e as vezes passo a cobrar na mesma proporção que eles, que tola eu sou.

Seria tão bom se pudéssemos nos relacionar sem que nenhum dos dois esperasse absolutamente nada, mas infelizmente nós, a gente, as pessoas, têm, temos - emoções!
Caio.F. Abreu

Hoje, tudo é assim.
Mas nosso amor não desiste, as vezes até pára e pesa as acusações, mas logo vemos que pouco importa.
As vezes até brigamos, terminamos, mas quanto tempo duramos separados? Menos de um mês?
O que vale é o sentimento vivo aqui dentro.
O laço recíproco, e as diferenças compreendidas e respeitadas.
Esse laço que nos dá força para que os planos sejam realizados.
Esse laço que é feito de amor, paixão e bem querer.

Nem preciso dizer que teamo!


5 comentários:

Biih Dias disse...

Obrigada por sua presemça no MUDQSV ^^
Amei seu blog
=*

Niniane disse...

Acho que tenho mesmo de te felicitar por esse relacionamento tão saboroso... :) Por vezes o que precisamos e procuramos esteve sempre ali, bem juntinho de nós.
Obrigada pela visita
Um beijo
***

Lú :* disse...

Ah! amar e ser amada é tão bom, deixa agente se sentir leve, e tudo fica mais bonito :)
Beijão :*

Michele disse...

Seis primaveras é um tempão! A gente constrói a história de uma vida com menos tempo que isso! E espero que vocês continuem muito mais tempo juntos, só fortalecendo ainda mais esse amor! :)

Clarinha continua comilona e chutadora, uma fofa! HAHA!

Beijos, querida!

Day Pinheiro disse...

o tempo arrasta tanta coisa junto né... traz mais amor. traz tanta coisa...


gostei daqui tb! o beijOooo!