Pular para o conteúdo principal

-'. vulnerabilidade

-'. Estou me sentindo como apenas alguém batendo e batendo numa porta, onde não há ninguém do outro lado.
Hoje estou triste, decepcionada, chateada.
Ultimamente tenho me incomodado tanto com comentários alheios, com palavras que se direcionam a mim.
Como se não bastasse um stress ontem a noite com o dito cujo, hoje ainda tenho uma amiga (Camila) pra enxer meu saco.
Chegou hoje de manhã me perguntando se tava chateada com a mãe dela, eu disse que não. E não estou mesmo!!
Tudo isso, porque semana passada o pai do dito( no caso meu tio bem longe), ter dito que não aceitaria nosso relacionamento enquanto não assumissemos que estávamos namorando.
Mas que merda, NÓS NÃO ESTAMOS NAMORANDO!
O namoro terminou no fim do ano.
É difícil de entender?
O problema não está ai, (em partes, porque agora quero voltar a namorar) mas sim na forma que todo mundo tende a por o nariz na minha vida.
Se tem algo que odeio, ai está.
Não fui na casa dele no fds, até porque me senti ofendida dele ter dito que não aceitaria isso na casa dele.
Não vou deixar de ir lá, mas enquanto ele tiver presente não irei, até a mágoa passar.
Voltando, depois disso ela ( minha tia, mãe de Camilaa e do meu dito, Danilo) se resumiu a me dar um 'bom dia', sem graça, e só.
Eu obviamente me resumi a isso também, pra mim ela tava chateada comigo ou coisa do tipo.
Meu aniversário veio chegando, resolvi de última hora fazer um jantarzinho e um bolinho. Como o niver era segunda, de quinta pra sexta comecei a chamar os convidados.
Ela viajou na sexta e só voltou no domingo.
Não a vi, e só fui vê-la na segunda-feira (dia do meu niver). Falei com ela do jantar e talz, e ela já sabia de tudo, pois minha mãe já tinha falado com ela.
É da família.
Ela ficou chateada porque falei com ela em cima da hora e ainda disse que estava diferente com ela.
Não acho que ela precise de um convite formal, até porque ela já sabia, e ainda assim, nunca me convidou pra nenhum niver dela, afinal não precisa! Porque comigo tem que ser diferente?
Camila veio me tirar pergunta hoje, e realmente eu fiquei puta da vida.
Não com uma ou com outra, mas sim pelas pessoas tirarem suas próprias conclusões e depois simplesmente por a culpa em mim.
Todo dia, uma coisinha aqui, uma coisinha ali.
Isso cansa, e estou cansada.
Hoje Camila veio me dizer, que é porque quando eu brigo com Danilo eu sumo e esqueço de todo mundo. Como se fosse por isso que eu sumi, e não foi.
Não tenho que ficar aturando alguém ficar dando palpite na minha vida e ainda falar que não aceita na casa dele ( toda razão ele aceitar ou desaceitar as coisas dentro da casa dele) por isso, prefiro me privar de dar lugar a se meterem na minha vida.
Se o problema é a casa dele, não vou mais lá, ou diminuo a frequência, não durmo mais lá e pronto.
Estou muito chateada.
Muito chateada por sempre ser a culpada por tudo, por sempre ser mais fácil por a culpa em mim, como consequência de meu relacionamento com Danilo.
Chateada porque, se eu chegar e não quiser falar com ninguém, adivinha de quem a culpa?
Se eu tiver chorando?
Se eu tiver passando mal?
Se eu não quiser dançar?
Claro, claro, é o Danilo. ôh como Jacqueline é besta e não vive a vida resumida em Danilo!
Arg
Ainda me chateei com o Danilo hoje, por na segunda ele não ter faltado a faculdade pela aula de Desenho que é mais que fácil, e hoje aniversário de uma amiga nossa falta-la, sendo que tem aula de Física e Cálculo 2. Segundo ele, a única aula de Desenho seria na segunda e as últimas matérias ele tem mais dias na semana.
Mas ainda não me conformo, ele sabe que eu já tive essa matéria e que seria moleza ajudá-lo.
Pedi tanto que ele faltasse a facul na segunda...
Fiquei chateada, parece dar mais importância do que a mim, entendem?
Posso até está sendo egoísta, mas é o que estou sentindo.
Eu estou muito vulnerável a tudo nesses dias.
Estou me afetando muito, e isso é ruim.
Vou sair com um amigo, beber, ver o mar, dar risadas.
Nem sei se vou no niver de Liza, talvez passe lá.
Só quero sumir por um tempo!

Comentários

Paula Teles disse…
Lindo lindo e lindo parabéns moça ameei >.<
Cristina disse…
Nos somos muito parecidas em relação a tudo. ameei seu blog estou te seguindo.Beeeijos
Fica assim não, todo mundo fica vulnerável.. mas acho que passa o//

Postagens mais visitadas deste blog

~'. Meu amor...Mais um ano.

A dimensão da sua importância na minha vida é nítida, pra mim, pra você e pra todos que nos rodeiam.
Esse dia é muito especial pra mim, como sei que é mais que especial pra você também.
Não sabe como fico feliz, por mais um ano em sua vida.
Por mais 365 dias desfrutando ativamente de sua vida, e você da minha.
Espero que tenha aprendido ou que comece a entender, o que é importante pra você e o que não é nem tanto. Que aprenda a dar o verdadeiro valor na dose certa ao que você tem que dar valor.
Mais um ano de experiências, que espero que sejam bem aproveitadas e que realmente sejam chamadas de EXPERIÊNCIAS, que você possa ter aprendido e que apenas repita futuramente o que for bom e o que te traga sucesso.
Sucesso, esse eu te desejo aos montes. =)
Sonho em te ver formado, homem feito, feliz e bem sucedido.
E com um pouco de modéstia espero me ver ao seu lado, também formada, mulher feita, feliz ao seu lado e é claro, bem sucedida.

Que DEUS tire todas as pedras do seu caminho e sempre…

~'. O bendito do ciúme

~'. Ciúmes...
Esse sentimento precisa ser tratado, lapidado e quando alguém descobrir como se faz isso por favor, me avisa!
A mulher precisa ter segurança, de se sentir a dona da situação.
Os homens acham que só pelo fato de estar namorando, casado ou em algum relacionamento, já provou pra ela que pode ter toda a segurança do mundo.
Mas esquecem que mulher precisa se sentir segura sempre e sempre.
Precisa se sentir amada, precisa ouvir que é amada.
Odeio ciúmes, odeio de todo meu coração.
E me revolto com quem me faz sentir esse troço que só traz dor.
Como eu li um dia desses: " Homem tolo é aquele que faz sua mulher sentir ciúmes, homem sábio é aquele que faz sua mulher ser invejada..."
E disso, eu tenho certeza!

Sim...

~'. Eu amo. É aquele sentimento intenso que me preenche nos dias de chuva, desânimo e tristeza. Nos dias de SOL, coragem e alegria. Ele me preenche sempre, desde o dia que tive certeza que era amor. Passou a ser mais intenso, quando concluí que era recíproco. E é essa tal de reciprocidade que amplifica esse turbilhão de emoções que sinto cada vez que te lembro, que te vejo, que te beijo, que te amo... Eu amo sim.