segunda-feira, 25 de abril de 2011

~'. relacionamentos...

~'. Incrível como a gente se decepciona, abre mão dos planos e coloca pontos em coisas que não terminam, pelo menos não nas nossas lembranças.
Hoje, eu fiz tudo isso. Ou pensei que fiz.
Eu sempre me achei uma pessoa tão maleável, tão carinhosa, tão flexível.
Mas parece que não é isso que eu devo passar adiante, pelo menos pra pessoa que sempre viveu ao meu lado.
Eu sou uma pessoa maleável, carinhosa e flexível, mas parece que por ser assim, as pessoas se acham no direito de ultrapassar qualquer que sejam os limites.
Eu não chego a ser uma pessoa paranóica, que controla a outra por um GPS, que amarra uma corda nos pés e controla cada passo.
Eu sempre desejei apenas segurança, apenas ser informada dos acontecimentos, apenas a verdade.
Isso é muito?
Sabe o que mais dói?
A facilidade e praticidade de aceitar que terminou, parecendo que era tudo que mais queria e esperava.
As coisas desandam numa facilidade tão grande, e erros passados continuam assombrando o que era a nossa relação.
Estou triste, na realidade muito triste.
Mas o que se fazer nesse momento?
Só me resta aceitar, e admitir que certas coisas acontecem porque realmente tem que acontecer e ponto.
Eu ainda sei que não é o fim, e que esse é mais um desses intervalos que não servem pra nada.
Apenas pra a saudade corroer por dentro, apenas pra causar dor, desgaste... Apenas pra causar infelicidade e distância.
Mas o que me resta, é viver o que me é dado agora.
Não tenho mais forças pra nadar contra a maré.

3 comentários:

Júuh . disse...

Poxa Jacque que chato...=/ mas nessas horas o melhor a fazer é dar tempo ao tempo e deixar as coisas acontecerem o que for verdadeiro vai ficar, se não, nunca foi real. Isso é meio clichê mas é uma verdade.

Isso dói e não é pouco, é uma dor que chega a ser física, mas não se deixe abalar por isso, e tenha paciência que tudo acontece na hora que tem que acontecer.

Fique bem flor, beeeijo.

Bih Dias disse...

Minha amiga, sei EXATAMENTE o que está passando também é assim comigo: num momento tá tudo muito lindo e logo depois desanda (e pra ele sempre parecia a coisa mais natural e pra mim o fundo do poço). Pra menos de um mês depois, numa descaração total votar tudo de novo. Vc viu o q aconteceu comigo recentemente, né? Terminei-voltei-terminei-voltei (já perdi as contas de quantos desses "intervalos que não servem pra nada" aconteceram em meio a esses 2 anos)
eu realmente não conheço mt bem a sua realidade, não sei te dizer se vc deve esquecer ou esperar o tempo te trazer de volta. Só te digo uma coisa que vc sempre me diz: tenha FÉ, minha amiga, pois Deus está ctgo e n~te abandonará!

(ufa, quase uma carta...rs Mas é pra vc saber que tô sempre contigo, viu?)

Beeiijos, minha linda

taio disse...

genial